Educação Financeira

Como avaliar um fundo de investimento?

20/08/2020

No Brasil, existem inúmeros fundos e, por isso, a tarefa de escolher um para investir não é fácil até mesmo para os especialistas. Grande parte dos fundos não é acessível ao pequeno investidor, pois exige aplicação inicial mínima mais alta ou são voltados para “investidores qualificados” - classificação da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para pessoa física ou jurídica que já possui aplicações financeiras acima de R$ 1 milhão. Mesmo assim, ainda sobram algumas centenas de opções para o varejo.

O primeiro passo é descobrir qual é o seu perfil de investidor – confira o artigo a respeito do tema. Antes de pesquisar sobre um fundo de investimento é indispensável pensar qual é seu objetivo com aquela aplicação. Depois disso, escolher o tipo de fundo que melhor se adequa ao seu perfil ficará mais fácil, entre eles: renda fixa, multimercados e/ou renda variável - Leia mais a respeito dos tipos de fundos no artigo. A escolha do tipo de fundo deve estar alinhada com o seu conhecimento sobre o mercado financeiro e com a sua disposição para correr mais ou menos riscos. Quanto mais elevado é o risco do fundo, maior é o retorno esperado.

Após selecionar o tipo de fundo, analise melhor o prospecto - descritivo fornecido pela gestora/corretora com o objetivo do fundo, política de investimento, tributação, taxa de administração e rentabilidade histórica. Uma das informações mais importantes na hora de decidir aplicar em um fundo é saber exatamente o que ele tem na carteira e qual a estratégia atual do gestor – isso você encontra no Informe ou Carta Mensal. As gestoras mais transparentes disponibilizam essas informações mais facilmente, se encontrar dificuldade em conseguir os dados já é um sinal negativo.

Uma das vantagens de comprar um fundo é contar com a gestão profissional dos ativos, além de ratear os custos administrativos com outros investidores. Os sites das gestoras costumam ter os nomes dos profissionais e os respectivos históricos ou currículos, afinal você precisa conhecer quem é responsável pelo seu dinheiro. Se você não encontrou muitas informações sobre os profissionais ou sobre a gestora, outro sinal de alerta. O gestor precisa ser um profissional experiente, que entende muito bem o mercado, afinal toda a parte analítica, de acompanhamento de mercado e investimentos fica por conta dele.

Outro ponto importante é a taxa de administração, que é o principal custo de um fundo. Ela incide sobre toda a aplicação. Alguns também cobram a taxa de performance, uma parcela (em geral, de 20%) do rendimento gerado pelo fundo que supere um determinado referencial. O risco de liquidez também é importante, uma vez que é ele que limitará o seu acesso ao dinheiro. A liquidez é o tempo que leva para que você tenha seu dinheiro na conta quando pedir o resgate - tem fundos que são D+0, mas existem muitos que são D+1, D+30, D+60. Ou seja, você só terá acesso ao seu dinheiro depois de 1, 30 e 60 dias, respectivamente.

Na hora de escolher os produtos, a rentabilidade passada do fundo é o dado mais estudado, mas isso não garante resultados futuros. Para avaliar se o trabalho do gestor é consistente, o método ideal é analisar a rentabilidade do fundo em diferentes períodos (nos últimos 12 e 24 meses e o valor acumulado do mês atual) e compará-la com o desempenho de fundos semelhantes. A comparação de fundos de investimento é muito importante para encontrar a aplicação mais adequada para você e sua carteira, considerando os objetivos e preferências do investimento.

Em resumo, o investidor deve analisar os riscos e as oportunidades inerentes ao investimento para fazer a melhor escolha. Em outras palavras, o quanto pode flutuar positiva e/ou negativamente de acordo com os acontecimentos macroeconômicos. As flutuações podem ser vistas no histórico de performance e na comparação com benchmarks do mercado – por exemplo: o Ibovespa. A comparação deve ser feita com outros fundos que tenham estratégias semelhantes. Esse estudo será útil para o investidor durante toda a sua caminha, visando assim maximizar seus ganhos.

Leia também