Mídia

Ibovespa sobe com ganho de commodities

31/03/2021
Diante de um cenário doméstico cercado de incertezas, principalmente as de cunho fiscal, os investidores do mercado de ações encontraram refúgio em setores mais ligadas ao comércio exterior. Vale, siderúgicas e outros exportadores garantiram a alta do Ibovespa, que voltou para a marca de 115 mil pontos, apesar da desvalorização em papéis mais ligados do ambiente local. Essa dicotomia entre o quadro externo e incerteza no Brasil trouxe volatilidade para a bolsa durante boa parte do pregão. Mas o Ibovespa firmou a alta ao longo da tarde e fechou com ganho de 0,56%, aos 115.419 pontos. O giro financeiro foi relativamente modesto, de R$ 19,502 bilhões.

Destoando de boa parte dos segmentos do índice, as ações do setor de mineração e siderurgia subiram praticamente em bloco. Vale ON ganhou 2,56%, com o maior giro financeiro do dia, de R$ 2,51 bilhões, enquanto Bradespar PN - que é acionista da mineradora – teve alta de 4,45%. Na mesma linha, CSN ON ganhou 3,67%, Gerdau PN avançou 1,40% e Usiminas PNA subiu 0,54%. O movimento se apoiou na recuperação de mais de 4% do minério de ferro na China, após dias de queda e de instabilidade. A alta teve suporte nos preços mais firmes do aço no mercado chinês e margens mais saudáveis para siderúrgicas. Assim, as preocupações com a demanda começam a diminuir.

“A bolsa contempla diferentes mundos. Enquanto algumas empresas se beneficiam do exterior e da alta do dólar, vemos também construtoras e varejistas locais caindo. Até mesmo as varejistas de comércio eletrônico, que se destacaram no ano passado, acabam sofrendo porque agora não têm a mesma força de 2020 e o auxílio emergencial vai ser menor”, diz Ivan Kraiser, gestor da Garin Investimentos. Assim, o dia no mercado brasileiro também foi marcado por queda em setores mais sensíveis ao ciclo econômico local. E o grande motivo de cautela continua sendo a incerteza sobre o rumo das contas públicas — desta vez, por causa da apresentação do Orçamento de 2021 que arrisca burlar o teto de gastos. Nos cálculos das Instituição Fiscal Independente (IFI), a peça orçamentária deve estourar o teto de gastos para o ano em mais de R$ 30 bilhões.

“O assunto traz à tona o elevado risco fiscal do país, em um momento em que as pressões políticas sobre o governo federal já são muitas, principalmente em função do descontrole da pandemia, que segue se agravando”, diz a economista-chefe da Consulenza, Helena Veronese. A discussão também ocorre em um momento de troca de cadeiras no governo, o que também gera cautela.

Além disso, as ações de bancos foram pressionadas por alertas emitidos por instituições financeiras estrangeiras sobre possíveis grandes perdas causadas por um cliente dos EUA. Depois de quedas mais firmes durante a manhã, Bradesco ON fechou em alta de 0,73% e Bradesco PN subiu 0,41%, enquanto Itaú PN perdeu 0,04%. Para o diretor de investimentos da TAG, Dan Kawa, a chamada de margem que obrigou uma grande e alavancada empresa de investimentos nos EUA a vender algumas ações a qualquer preço na última sexta resgata a aversão ao risco no exterior, ainda mais após
outros bancos anunciarem perdas bilionárias relacionadas ao caso. No entanto, o movimento ainda parece ser “técnico e pontual”. “Ainda não vejo um grande risco sistêmico, mas é preciso monitorar.”


Fonte: https://valor.globo.com/financas/noticia/2021/03/29/ibovespa-sobe-com-ganho-de-commodities.ghtml
Acesso em: 31/03/2021 às 11:21



Leia também